IDEPI – Instituto de Diagnósticos Especializados Por Imagem

Tomografia Computadorizada Helicoidal

Tomografia Computadorizada HelicoidalTomografia Computadorizada HelicoidalBaixa Radiação

360 graus em torno do corpo humano

Trata-se de um moderno exame computadorizado de radiografia. Diferentemente do exame convencional de raios-x, a tomografia permite a emissão de raios-x em 360 graus em torno de corpo humano.

Desta forma, é possível obter imagens em 2 dimensões por fatias, e não por projeção, como é o modo convencional, auxiliando muito o diagnóstico. Seu nível de radiação é baixo, não causando malefícios.

Dependendo da necessidade, o exame pode ser realizado com o uso de contrastes, possibilitando fatias muito finas, capazes de detectar lesões pequenas. Com o recurso de softwares apropriados, as imagens digitais permitem reconstruções tridimensionais.

Também utilizado na área odontológica, o exame correspondente é o Dentascan – estudo detalhado dos dentes e suas articulações, com a maxila e a mandíbula.

Vantagens da Tomografia Computadorizada Helicoidal

Proporciona uma percepção espacial mais nítida do que a conseguida pela tomografia convencional. Isso é possível graças à obtenção de suas imagens, feitas a partir de secções transversais do corpo, o que evita a visão em sobreposição das estruturas.

Até mesmo os diferentes tecidos podem ser diferenciados e identificados pela Tomografia Computadorizada, já que distingui diferentes densidades com maior precisão. Enquanto na radiologia convencional alcançamos distinção de cerca de 5% de variação, na Tomografia Computadorizada pode-se distinguir variações na ordem de 0.5%.

A grande vantagem dessa maior definição é, sem dúvida, a possibilidade de detecção de anomalias que seriam impossíveis de serem diagnosticadas sem o uso de métodos invasivos.

Modalidades do exame

Além das aplicações da Tomografia Computadorizada convencional como no tórax, abdome e sistema músculo-esquelético, inclui uma variedade de novas aplicações como Angiotomografia e imagem tridimensional.

Quando é indicado

Este exame é muito útil para complementar outras técnicas de diagnóstico por imagem, como a radiografia convencional e ultrassonografias, porém não as substitui. É importante, em todos os casos, que a tomografia computadorizada seja precedida por estes exames.

Assim, a tomografia computadorizada vem sendo indicada na avaliação de diversas condições clínicas, tanto no seu diagnóstico, quanto na determinação do prognóstico – além de auxiliar na avaliação pré-cirúrgica e pós-cirúrgica das mesmas. Entre as principais indicações da tomografia computadorizada estão:

  • Afecções da cavidade nasal e seios paranasais;
  • Alterações de bula timpânica e canal auricular;
  • Neoplasias cerebrais;
  • Trauma craniano e fraturas;
  • Neoformações no sistema musculoesquelético (tumores ósseos);
  • Fragmentação do processo coronóides do cotovelo;
  • Degeneração ou hérnia de disco intervertebral;
  • Neoplasias pulmonares e do mediastino;
  • Doenças pulmonares;
  • Ureteres ectópicos;
  • Massas abdominais.

Contraindicação

Evita-se a realização do exame em casos de gravidez, pois há risco de afetar o desenvolvimento do feto ou do bebê. Só é realizado este exame em gestantes quando os benefícios à mãe superam os possíveis riscos, e sempre com a autorização do médico obstetra.

Preparo

Será realizado um questionário com as questões importantes para este exame. Poderá haver a necessidade de se utilizar um meio de contraste, a fim de aumentar a capacidade diagnóstica da região a ser analisada.

O Contraste é uma substância líquida, segura, que será injetada na veia durante a realização do exame. Em alguns casos, poderá ocorrer gosto metálico na boca e calorões, que passarão em alguns instantes. Os técnicos e os médicos estarão disponíveis para responder a quaisquer dúvidas sobre o procedimento.

No momento da marcação do exame, o paciente recebe algumas orientações sobre o preparo antialérgico, que devem ser seguidas rigorosamente. O paciente precisa informar se possui qualquer tipo de doença ou alergia. Todas as demais informações serão passadas pela equipe do IDEPI, em cada caso específico.

Tempo de duração

O exame dura de 15 a 40 minutos.

Como é realizado

Neste exame, o paciente deita-se numa cama confortável que, muito lenta e suavemente, vai passando através de uma abertura redonda. O anel de Raios-X, no interior do Tomógrafo, vai girando em volta da mesa de exame, registrando fotos altamente detalhadas, que podem posteriormente ser exibidas em imagens de três dimensões. Deste modo, este exame pode cobrir extensas seções do corpo. O paciente não sente incômodo nenhum durante a aquisição das imagens.

Agende seu exame

Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades