IDEPI – Instituto de Diagnósticos Especializados Por Imagem

Estereotaxia

EstereotaxiaEstereotaxia

Localização de nódulos não palpáveis ou microcalcificações

Na Estereotaxia, que tem como principal função localizar nódulos não palpáveis ou microcalcificações, é realizado biópsia com retirada do material para estudo e verificação do diagnóstico.

Com a Estereotaxia, é possível localizar especificamente a área que será biopsiada, definindo exatamente onde está a alteração, por meio de radiografias obtidas com diferentes angulações.

Vantagens da Estereotaxia

  • Retirada de maiores fragmentos, sendo possível fornecer mais tecido para ser analisado;
  • Sistema de aspiração que estica o tecido mamário com maior precisão e, com isso, um material com melhor qualidade;
  • Com apenas uma perfuração é possível retirar múltiplos fragmentos;
  • Guiado pela ultrassonografia é possível a extração completa de nódulos pequenos;
  • Permite marcar o ponto exato de onde a biópsia foi realizada com a colocação de um clipe de titânio, caso necessário.

Quando é indicada

Também conhecida como biópsia mamária guiada por estereotaxia, é utilizada para obter amostras de tecidos das áreas que apresentem alterações, vistas através da Mamografia.

Contraindicação

Coagulopatia descompensada e contra indicação clínica ou anestésica. Este exame não é realizado em gestantes, salvo em situações nas quais ele seja absolutamente necessário.

Preparo

07 dias antes do exame suspender qualquer medicação anticoagulante, como varfarina (Marevan, Coumadin) e antiagregantes plaquetários, como Ácido Acetil-Salicílico (Aspirina, AAS, Melhoral, Bufferin, etc.), Clopidogrel (Plavix), Ticlopidina (Ticlid) e Ginko-Biloba, 7 (sete) dias antes do exame marcado, com consentimento e supervisão do médico assistente. Nas 24 horas que precedem o exame, não usar talco, desodorante ou cremes nas mamas e axilas.

Tempo de duração

Este procedimento completo pode levar de 40 até 1 hora.

Como é realizado

A mama é colocada no aparelho com a paciente deitada, e comprimida, como no exame de Mamografia, porém um pouco mais leve. Assim, a mama fica sempre na mesma posição. Neste procedimento, é necessário que a paciente não se mexa, pois como será realizado um agulhamento, qualquer movimentação altera o local da punção. Desta forma, o médico localiza onde está a alteração, faz a assepsia da mama, e aplicada uma anestesia local. Em seguida, é realizada a retirada dos fragmentos.

Após o procedimento, a paciente é encaminhada para a recuperação, ficando em observação por até 40 minutos. É colocado um curativo que irá comprimir sua mama para evitar a formação de hematomas. É necessário um repouso após o procedimento de até três dias, para que a paciente esteja apta para pegar peso ou fazer esforço.

Agende seu exame

Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades