IDEPI – Instituto de Diagnósticos Especializados Por Imagem

Biópsia de Vilo Corial

Diagnósticos de anormalidades cromossômicas

Consiste na obtenção de amostras de material ovular (vilosidades coriônicas da porção frondosa) para estudo citogenético. Procedimento efetuado em gestantes com risco aumentado de aneuploidias, entre 11 e 14 semanas de idade gestacional. Estudos mostram que é possível coletar amostras até 39 semanas de gestação.

Nem todas as alterações do bebê podem ser avaliadas pela Biópsia de Vilo Corial, sendo que outros exames podem ser recomendados, de acordo com a suspeita.

Vantagens da Biópsia de Vilo Corial

Este teste pode trazer informações sobre a formação genética do bebê. Se confirmada uma alteração cromossômica no feto, como a Síndrome de Down, esse resultado vai mudar a conduta do Obstetra, ou do Pediatra, em relação ao bebê.
Modalidades do exame
A via transabdominal será a de escolha para realização do procedimento, uma vez que os riscos de perdas fetais são menores.
Guiado por ultrassonografia.

Quando é indicado

Geralmente, a Biópsia de Vilo Corial é feita quando há uma suspeita de alteração cromossômica no feto, ou em gestações anteriores, e ainda em casos de uma doença genética na família do pai, ou mãe do bebê. Também pode ser solicitada quando os exames de triagem apresentam alterações (ultrassonografia morfológica de primeiro trimestre ou aumento na translucência nucal do feto).

Contraindicação

Nenhum dos dois tipos de biópsia devem ser realizados se o bebê for Rh+ e a mãe Rh-.

Preparo

Deve ser feita com a bexiga cheia; por isso, beba bastante líquido antes.

Tempo de duração

A retirada da amostra não demora mais que alguns minutos e o exame leva de 30 a 45 minutos.

Como é realizado

Nosso especialista em Medicina Fetal irá realizar um exame de Ultrassonografia para definir a localização da placenta e a idade gestacional do bebê. Em seguida, é feita uma higienização do abdômen da gestante e o procedimento é realizado. O médico irá aspirar um pequeno conteúdo da placenta para uma seringa. Este material será encaminhado a um laboratório para a análise. Os batimentos cardíacos do feto são verificados ao fim do procedimento. A recuperação da gestante é rápida, e a alta pode ser realizada no mesmo dia. É recomendado repouso relativo por 24 horas depois do exame.

Agende seu exame

Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades